De A.Bruto a 21 de Maio de 2008 às 14:49
Caro Anónimo:

Obrigado pela contribuição e correcção. Como o post já foi para o prelo, não o vou corrigir. Também não me apetece. Mas peço desculpa pelo lapso.
Aguardo também pela institucionalização das caves como atracção turística oficializada. Proponho um dia da cave como feriado austríaco . Façam uma espécie de festa da cerveja mas subtérrea . Tb se podiam fazer concursos "a minha cave é mais gira que a tua" ou "quantas pessoas por m² ".
Já agora, por aí há frases interessantes que nós por aqui desconheçamos sobre as caves?


De Anónimo a 21 de Maio de 2008 às 15:45
Quanto aos concursos, sugiro o "Querido, insonorizei a cave" ou o "Tempo certo de oxigénio em euros". Em relação às expressões fraseológicas sobre caves, presumo que se deve esperar até que as forças vivas da grande Nação que gerou, entre outros Adolf Hitler e Falco desenvolvam slogans do género "Vá para baixo cá dentro", "Ar puro só nas caves da Caríntia" ou "Para um bronzeado uniforme, nada como as lâmpadas ultravioletas dos subterrâneos vienenses". Seja como for, deve ser rememorado um dos pioneiros da construção civil underground, Luís Miguel Militão. Português e especialista em estruturas em betão para emparedar os amigos, deveria ter recebido o prémio SECIL referente ao ano de 2001. Presumo que uma frase do género: "Querido, queres ver o interior da minha gruta?" nunca foi levada tão a sério.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.